Neste blog encontram várias no noticias elaboradas em questões para se porem na vez dos jogador, equipas, treinadores, etc... Este blog também diz os rankings e diversos sobre futebol, que estão nas páginas! Espero que se divirtam!
Gosta de fazer jogos no powerpoint? Então publique-os no site:

sexta-feira, 1 de julho de 2011

255. Copa América arranca hoje




Rei Messi, de um lado, o príncipe Neymar, do outro. Dois técnicos muito pressionados no meio. Competição conquistada há quatro anos pelo Brasil começa hoje. 

No Brasil, é costume dizer-se que a Copa América é uma prova ingrata: quando a selecção ganha, o público e a imprensa assobiam para o lado; quando a selecção perde, o público e a imprensa assobiam na direcção da equipa. Mas nem só o Brasil (vencedor de quatro das últimas cinco edições) entra na prova com mais a perder do que a ganhar: à Argentina, uma das principais triunfadoras da história, o mínimo que se exige é vencer em casa. Ainda para mais com Messi, o actual rei do futebol mundial, do seu lado e um jejum de quase 20 anos sem títulos colectivos. 

A 43.ª Copa América que hoje começa é por isso uma prova que nenhum dos colossos pode perder. Mano Menezes e Sergio Batista, os técnicos, sabem-no bem.

«Messi vai estar em grande», disse Batista, escondendo-se atrás da fama do seu principal jogador. «Convém ter paciência com a selecção, vamos fazer ajustes ao longo da prova», avisou Mano, na última semana, prevenindo a tradicional avalanche de críticas da exigente torcida brasileira à canarinha, a cada passe errado, a cada remate falhado. Por alguma razão, a CBF aumentou em 50 por cento o prémio de jogo em relação à Copa América 2007 (é agora de cerca de 80 mil euros para cada atleta). Por alguma razão, a maioria dos treinos argentinos foi à porta fechada, longe dos seus hinchas, revoltados com o estado actual do futebol local, atolado de dívidas e escândalos.

Sem comentários:

Enviar um comentário